Idoneidade moral: o que é, significado, conceito e definição

O que é Idoneidade Moral?

O termo idoneidade moral se constitui de um conjunto de características que tornam uma pessoa apta para uma determinada atividade. Em geral, essa função refere-se à esfera pública, e entre as qualidades necessárias para ter a idoneidade moral estão a honra, respeitabilidade, seriedade, dignidade e bons costumes, palavras as quais também funcionam como sinônimos do termo.

Em outras palavras, pode-se dizer que o indivíduo com idoneidade moral possui boa reputação, isto é, os demais têm um bom conceito sobre ele. Dessa forma, seria confiável a ponto de reger os bens públicos, a tomar decisões para o bem da comunidade e para as demais atividades que compõem os cargos públicos.

No dia-a-dia, usa-se pouco esse termo, talvez pela falta de pessoas com essa característica. No entanto, em épocas eleitorais, o termo se torna mais presente a fim de definir o caráter dos candidatos aos cargos públicos, embora essas informações nem sempre sejam condizentes com a realidade.

Por outro lado, idoneidade moral é bastante subjetiva, pois enquanto é formada pelo termo idoneidade que é usado para definir a qualidade do que ou de quem é idôneo – ou seja, capacitado a exercer um certo cargo, a palavra moral está relacionada à costumes, o que não existe um conceito único. A moral é regida pela sociedade ou grupo onde ela se insere e é plausível de questionamento.

Dessa forma, uma pessoa pode considerar um indivíduo com idoneidade moral para um cargo, mas outras pessoas não concordarem. Para idoneidade temos sinônimos como aptidão, capacidade, competência, habilidade e autoridade. Já para moral, um dos seus sinônimos é ética.