Paráfrase: o que é, significado, definição e conceito

O que é uma paráfrase? O termo de origem grega (para-phrasis) significa, de modo geral, a repetição ou reprodução de uma frase ou texto onde se substituem as palavras e estilo textual, mas se mantem inalterada a ideia e conteúdo original, indispensáveis para a compreensão e interpretação da obra.

A paráfrase é muito comum, por exemplo, em sala de aula quando um aluno precisa reescrever, com suas próprias palavras, o conteúdo ensinado pelo professor ou, quando alguém retransmite um diálogo com sua própria narrativa, mas sem alterar o conteúdo da conversa.

A paráfrase também é muito comum de ser encontrada em discursos religiosos e literários, onde, nesse último caso, é comum parafrasear um texto em prosa para um texto em verso ou transformar um conto em poema.

Outro grande uso da paráfrase é feito com o objetivo deixar o conteúdo de um determinado autor mais acessível ao grande público, trocando palavras de difícil compreensão para termos mais populares e coloquiais, como o que acontece em artigos médicos, científicos ou de outra área muito técnica, como a economia ou o direito, por exemplo.

A tradução de um texto de uma língua para outra também pode ser considerada um tipo de paráfrase, uma vez que se alteram as palavras, mas se mantem o conteúdo e a ideia original.

A paráfrase pode ser observada também na reprodução de textos antigos, onde as palavras arcaicas e rebuscadas são substituídas por palavras atuais e de contexto recente, tornando, assim, a compreensão muito mais abrangente e facilitada.

No entanto, é importante esclarecer que a paráfrase não é um tipo de resumo, uma vez que não se pretende reduzir o conteúdo, apenas reproduzi-lo de outra maneira. A paráfrase, inclusive, pode ser maior ou menor do que o texto original, desde que não perca a clareza e a compreensão da ideia original.

A paráfrase, tampouco, pode ser considerada plágio, já que a fonte original ou texto de referência é sempre citada pelo autor que está realizando a paráfrase. Outra confusão comum e que não deve acontecer em relação a paráfrase diz respeito a paródia. Paráfrase e paródia são conceitos distintos entre si. A paródia possui um tom irônico e sarcástico de reproduzir um texto já criado, enquanto na paráfrase essa distorção não ocorre.

Em toda a literatura brasileira, o exemplo mais clássico e popular de paráfrase é a do poema “Europa, França e Bahia”, de Carlos Drummond de Andrade, onde o autor modernista utiliza o poema “Canção do Exilio”,escrito pelo poeta romântico Gonçalves Dias, como ponto de partida para sua própria obra. A intenção de Drummond com essa releitura é expressar as saudades da terra natal, conservando a proposta original de Gonçalves Dias, como você verá a seguir:

Canção do exílio, de Gonçalves Dias, texto original

Minha terra tem palmeiras

Onde canta o sabiá,

As aves que aqui gorjeiam

Não gorjeiam como lá.

Europa, França e Bahia de Carlos Drummond de Andrade, Paráfrase

Meus olhos brasileiros se fecham saudosos

Minha boca procura a ‘Canção do Exílio’.

Como era mesmo a ‘Canção do Exílio’?

Eu tão esquecido de minha terra…

Ai terra que tem palmeiras

onde canta o sabiá!

O poema de Drummond pode ser visto também como uma intertextualidade, ou seja, o relacionamento entre dois textos, de modo que o último se baseia no primeiro para existir, deixando bem evidente a origem do texto usado como referência.