Yakuza: o que é, significado, definição e conceito

Yakuza é o nome de uma tradicional máfia japonesa. Junto com a máfia italiana, a Yakuza é a máfia mais conhecida e famosa do mundo.

Como surgiu a Yakuza?

Famosa por seu código de conduta rigoroso e por suas atividades no mercado negro, a Yakuza teve sua origem no Japão, mas hoje está espalhada por todo o mundo, principalmente nos Estados Unidos.

A origem desse grupo da máfia japonesa se deu no século XV em Tóquio e Osaka. No início, o grupo era formado por samurais e pessoas que não possuíam lugar na sociedade daquela época. O Japão acabara de sair de uma longa guerra civil e os guerreiros, no período de paz, tiveram grande dificuldade para se restabelecerem. Assim, esses cidadãos deslocados da sociedade encontraram um meio de vida em grupos criminosos.

Na época, os Yakuza já eram reconhecidos e temidos por serem extremamente violentos e por possuírem um código de honra muito rígido.

Durante seu período de formação, as autoridades do governo japonês contavam com a Yakuza para controle social e como fonte de informação no país. Além disso, o grupo servia ao governo fornecendo mão de obra para diversas construções e eventos realizados pelas autoridades japonesas.

Essa atuação de dualidade entre atividades criminosas e ações em prol do governo e da sociedade são, até hoje, parte das características da controversa Yakuza.

Origem do nome Yakuza

A palavra Yakuza é formada por três números: Ya, Ku, Za, ou seja, 8-9-3. Essa sequência é considerada a pior mão do Ochokabu, um jogo de cartas tradicional do Japão. Assim, o nome Yakuza remete a algo sem valor.

Muitos membros da Yakuza não concordam com esse nome e preferem serem chamados de Gokudo, que significa “caminho sem volta”, remetendo ao forte código de conduta dos membros do grupo.

Símbolos clássicos da Yakuza

Tatuagens pelo corpo e amputação de dedos como forma de punição a qualquer tipo de traição são dois símbolos clássicos da Yakuza. Essas características a tornam conhecida e temida não apenas no Japão, mas em todo o mundo.

Ainda hoje, a lealdade ao grupo e o respeito à hierarquia é fundamental a qualquer membro da Yakuza.