Ubuntu: o que é, significado, definição e conceito

Ubuntu é mais conhecido como o nome de uma das distribuições do Linux mais utilizadas em todo mundo. Trata-se de um sistema operacional de código aberto construído a partir do núcleo Linux Kernel, utilizando a GNOME como interface e ambiente desktop. A palavra Ubuntu também se refere a uma filosofia de vida de origem africana, que trata da comunhão que conecta toda a humanidade.

O sistema operacional Ubuntu pode ser encontrado principalmente em computadores pessoais. Assim como em tablets e smartphones com a versão Ubuntu Touch e servidores, utilizando a versão Ubuntu Server. O Ubuntu é desenvolvido pela empresa Canonical Ltd e pela comunidade de desenvolvedores – a proposta é que qualquer pessoa possa utilizar o sistema – independentemente de sua localização e habilidades técnicas, gratuitamente.

A instalação básica do Ubuntu compreende os aplicativos essenciais para o uso do sistema operacional, como navegador web (Firefox), suíte LibreOffice para editar textos, planilhas e apresentações, clientes de e-mail, visualizadores multimídia e etc. O sistema pode ser baixado aqui.

Ubuntu como filosofia

Ubuntu é uma noção que não pode ser traduzida diretamente, da tradição sul-africana, que trata da consciência da comunhão que indivíduos tem para com a comunidade e com a humanidade. Segundo religiosos e pensadores da região, uma pessoa com Ubuntu está aberta para a comunhão, cortesia, disponível para apoiar as outras, não se sentindo ameaçada por pessoas mais capazes, tendo a noção de que ela pertence a algo maior, que não pode ser diminuído através da opressão, humilhação ou tortura.