Empoderamento feminino: o que é, significado, definição e conceito

Nada mais atual nos dias de hoje do que o termo “empoderamento feminino”. Para alguns, não passa de mero feminismo, para outros, é a luta pelo óbvio. Mas, o que de fato, é o empoderamento feminino? Você saberia responder?

O empoderamento feminino é um movimento, sem lideranças, que tem como objetivo fortalecer, informar e conscientizar a questão dos direitos das mulheres. O termo deriva do inglês “empowerment”.

O empoderamento feminino ainda busca reforçar a auto-estima das mulheres, permitindo que elas adquiram a força e controle necessários para conduzir a própria vida.

Como e onde surgiu o empoderamento feminino?

Para entender a fundo o empoderamento feminino e as reivindicações feministas é fundamental levantar o tapete que cobre a sujeira escondida pela sociedade patriarcal há séculos. Por anos e anos a fio, as mulheres foram vitimas de um sistema politico, econômico e social que as colocava como seres inferiores e totalmente desprovidos de direitos.

Quase escravas de seus maridos, pais e outras figuras masculinas, as mulheres precisavam se submeter a vontade e necessidade dos homens. Foi somente por volta de 1970 que esse cenário começou a mudar com mais intensidade e o termo empoderamento feminino foi usado pela primeira vez.

Números que deixam marcas

De lá para cá, muita coisa mudou em termos de conquistas e direitos das mulheres. Mas os números que marcam as diferenças entre os gêneros ainda é bem visível, sem contar os dados chocantes que mostram a violência sofrida pelas mulheres.

No Brasil, por exemplo, no período entre 2018 e 2019 foram registrados 1,6 milhão de casos de mulheres que sofreram espancamento ou outro tipo de agressão física, enquanto 22 milhões de mulheres brasileiras passaram por algum tipo de assédio.

O estudo foi encomendado pela ONG Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) ao Data Folha com o objetivo de avaliar o impacto da violência contra a mulher.

Os dados demonstram ainda que de todos esses casos, 42% acontecem dentro de casa e que mais da metade das mulheres, cerca de 52%, não denunciam o agressor.

Um dos maiores avanços para conter a violência contra a mulher foi a Lei Maria da Penha, instituída em 2006, e que prevê a criminalização de atos de violência contra a mulher.

No campo da politica, por sua vez, as mulheres estão gradativamente ocupando seu lugar. Nas últimas eleições presidenciais, as mulheres conquistaram sete vagas no Senado e 77 vagas na Câmara dos Deputados.

No mercado de trabalho, contudo, o IBGE revela que as mulheres ainda sofrem com a discriminação e desigualdade de gêneros. Elas trabalham até três horas e meia a mais que os homens e recebem 25% a menos.

Além de sofrer com a desigualdade salarial e com uma carga horária maior, as mulheres ainda precisam enfrentar o assédio moral e até mesmo sexual dentro das empresas em que trabalham.

O que elas querem

Vítimas de violência, abuso, desigualdade nas relações pessoais e de trabalho, as mulheres ainda precisam lidar com a carga da maternidade e dos cuidados com a casa. Em pleno século XXI, muitos homens ainda acreditam que é responsabilidade da mulher a missão de cuidar dos filhos e realizar as tarefas domésticas.

Diante de tantas desigualdades não fica difícil compreender o que o empoderamento feminino deseja de fato. Mas é sempre bom numerar para não restar dúvidas, por isso segue alguns dos principais pontos reivindicados pelos movimentos femininos:

  • Oportunidades iguais e inclusão nas universidades, mercado de trabalho e vida pública
  • Direito à saúde e acesso a exames e consultas
  • Fim da violência relacionada à questão de gênero
  • Divisão nas responsabilidades domésticas e no cuidado com os filhos

Filmes e livros para empoderar as mulheres

Mulheres empoderadas são mulheres conhecedoras de si mesmo e da história. Então, não custa nada garantir um conhecimento extra e entrar nessa luta de modo muito mais consciente, não é mesmo? Confira abaixo uma breve lista de filmes e livros que podem ajudar nessa tarefa:

Filmes de empoderamento feminino

  • Em Nome de Deus (2001)
  • Frida (2002)
  • Histórias Cruzadas (2011)
  • Estrelas Além do Tempo (2016)
  • Valente (2012)
  • Coco Antes de Chanel (2009 

Livros que tratam sobre o empoderamento feminino

  • Mulheres que Correm com os Lobos (Clarissa Pinkola Estés)
  • Libertem a mulher forte: o amor da mãe abençoado pela alma selvagem (Clarissa Pinkola Estés)
  • O Segundo Sexo (Simone de Beavouir)
  • Madame Bovary (Gustave Flaubert)
  • Clube da Luta Feminista (Jessica Bennett)
  • Sejamos todas Feministas (Chimamanda Ngozi Adichie)