Kairós: o que é, significado, definição e conceito

Kairós significa “momento certo”, “momento oportuno”. A palavra Kairós vem do grego e faz referência a um dos filhos do Deus Zeus.  Para entender melhor o conceito e o significado de Kairós é importante compreender a história mitológica por trás da palavra, confira:

Kairós e Chronos na mitologia grega

Kairós é um deus da mitologia grega, filho de Zeus e de Tique, a deusa da Fortuna e da sorte. Zeus, por sua vez, é filho de Chronos, o grande Deus do tempo capaz de controlar toda a vida humana. Chronos é o tempo que pode ser medido por segundos, minutos, horas, dias, semanas, enfim, Chronos é o Deus do tempo cronológico, do tempo burocrático e que pode ser quantificado.

Chronos teve seis filhos com a irmã Reia: Hades, Poseidon, Hera, Deméter, Héstia e Zeus. Contudo, temia perder o poder para os próprios filhos, conforme mencionava uma certa profecia. Assim, Chronos engoliu todos os filhos, menos Zeus que se salvou graças a astúcia da mãe Reia que deu a Chronos pedaços de pano fingindo ser o menino.

Tempo mais tarde, Zeus deu a Chronos uma poção que fez com que ele vomitasse todos os outros filhos. A derrota de Chronos pelo próprio filho fez com que todos eles, inclusive Zeus, se tornassem imortais.

O significado simbólico de Kairós e Chronos

Kairós é o tempo que não pertence a Chronos, um tempo que não pode ser medido, previsto ou cronometrado. É aquele tempo onde tudo pode acontecer, as possibilidades estão abertas e as surpresas e imprevistos ocorrem.

Chronos, por sua vez, é o tempo que escraviza, que controla, que mantem todos aprisionados pelos ponteiros do relógio. Um tempo que se liga ao envelhecimento, ao passar da vida e que não pode ser controlado ou detido.

A leveza e liberdade de Kairós

Kairós permite viver com maior liberdade, leveza e tranquilidade, justamente por não estar condicionado ao tempo marcado pelo relógio. Kairós é aquele tempo onde tudo acontece com fluidez e não possui característica temporal. São breves instantes marcados pelo prazer de estar no aqui e agora.

O tempo de Kairós são momentos que simplesmente transcendem o tempo pré-determinado pelo homem e que pode ser exemplificado pela programação feita na agenda e que, de repente, sai do controle, esse é o tempo de Kairós.

Para os cristãos, o tempo Kairós pode ser relacionado com o “tempo de deus”, conforme revela essa passagem bíblica: “Um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia”. (Pedro 3:8).

No livro Eclesiastes, nos versículos 3:1-8, o tempo de Kairós aparece mais uma vez, veja a seguir:

“Para tudo há uma ocasião, e um tempo para cada propósito debaixo do céu:
tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou, tempo de matar e tempo de curar, tempo de derrubar e tempo de construir, tempo de chorar e tempo de rir, tempo de prantear e tempo de dançar, tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntá-las, tempo de abraçar e tempo de se conter, tempo de procurar e tempo de desistir, tempo de guardar e tempo de lançar fora, tempo de rasgar e tempo de costurar, tempo de calar e tempo de falar, tempo de amar e tempo de odiar, tempo de lutar e tempo de viver em paz”.