Odisseia: o que é, significado, definição e conceito

Odisseia é uma palavra que tem origem no nome dado a um poema épico escrito por Homero, um poeta grego do século IX a.C. O poema Odisseia conta a história de Ulisses e suas aventuras durante a viagem de retorno para Ítaca, após o fim da guerra de Troia.

Significado de Odisseia

A palavra odisseia tem como significado, segundo o dicionário da língua portuguesa, “longa viagem caracterizada por aventuras extraordinárias, eventos imprevistos e feitos singulares”.

Odisseia, portanto, pode ser utilizada no contexto de caracterizar uma aventura cheia de acontecimentos inesperados e com desfecho surpreendente. Com frequência, a palavra é usada para se referir a perambulações ou viagens longas que levam mais tempo do que o esperado e que, também, acabam por transcorrer de maneira diferente do previsto.

Odisseia, ainda, pode ser uma palavra usada para nomear situações difíceis de serem superadas.

Exemplos de utilização de odisseia

  • “Chegar ao final desse dia foi uma verdadeira odisseia! Tudo começou com uma tempestade que causou uma enchente logo de manhã e muito trânsito para chegar ao trabalho. A partir daí, foi uma superação atrás da outra!”
  • “Concluir qualquer faculdade é uma odisseia, é preciso muita força de vontade e dedicação.”
  • “O nosso mochilão pela América Latina foi uma odisseia! Aprendemos muito sobre o mundo e, principalmente, sobre nós mesmos durante a viagem.”

História do poema Odisseia

Odisseia é um poema formado por 24 cantos escritos por Homero, um poeta grego da Antiguidade, e que contam as aventuras de Ulisses em sua viagem de 17 anos de volta a Ítaca, após a guerra de Troia.

O nome Odisseia vem do grego “Odysseus”, que remete ao rei de Ítaca, um herói grego chamado pelos latinos de Ulisses, personagem principal da obra de Homero.

Ulisses, rei do reino de Ítaca, é obrigado a lutar na guerra de Troia e deixa sua esposa Penélope e Telêmaco, seu filho recém-nascido, em casa. Durante os 10 anos da guerra de Troia, somados aos 17 anos da viagem de volta de Ulisses, Penélope nunca perdeu as esperanças de que ele voltaria para casa.

Mesmo após as pressões sofridas por um grupo de pessoas que desejava tomar o poder em Ítaca, Penélope não aceitou casar-se com outros pretendentes. Em razão da pressão sofrida pela mãe, Telêmaco sai em busca de Ulisses.

A viagem de Ulisses é marcada por uma série de eventos que atrasam o seu regresso ao reino e que exigem do herói muita astúcia e coragem para contornar as situações. Em Odisseia, Ulisses supera adversidades e a vontade dos deuses gregos e, com a ajuda de Telêmaco, consegue retornar a seu lar e tomar o poder de Ítaca.