Jogos competitivos: o que são, significado, conceito e definição

O que são jogos competitivos?

Jogos competitivos são aqueles que estimulam a competição entre os jogadores e que, à princípio, tem como principal objetivo e finalidade vencer o jogo e derrotar o adversário ou a equipe rival.

Jogos como xadrez, baralho, dominó, Imagem e Ação ou esportes como corrida, futebol, voleibol e tênis são alguns exemplos de jogos competitivos.

Muitos jogos de computador e videogame também são competitivos, jogos de luta como Street Fighter e jogos como League of Legends, o famoso LoL, são classificados como competitivos.

Jogos competitivos: para além da competição

Embora o objetivo inicial de um jogo competitivo seja focado na vitória, é importante que esse aspecto seja desconstruído, principalmente quando os participantes do jogo são crianças. Os conceitos de “vencedor” e “perdedor” podem ser prejudiciais nessa fase da vida e não devem ser supervalorizados e colocados como resultado principal dos jogos.

É importante que os jogos competitivos estimulem as diversas habilidades dos participantes, tendo esse ponto como central, ao invés de simplesmente vencer. A depender do tipo de jogo em questão, deve-se promover desafios que incentivem o uso do raciocínio, pensamento estratégico, reflexos rápidos, habilidades físicas etc.

Em jogos competitivos de equipe, é importante trabalhar a capacidade dos participantes colaborarem uns com os outros por um objetivo comum. Os jogos em equipe ajudam a desenvolver características de liderança e ensinam a importância do respeito e tolerância às diferenças.

Se bem planejados e conduzidos, jogos competitivos podem ser excelentes para desenvolver e promover melhoras em diferentes habilidades dos participantes.

O que evitar em jogos competitivos

Além de buscar evitar a supervalorização da vitória em si, é fundamental que os jogos competitivos não criem uma rivalidade prejudicial entre seus participantes.

A rivalidade em excesso acaba por despertar agressividade nos jogadores, gera situações de discriminação e intolerância e causa ansiedade e angústia nos participantes, mesmo que eles não tenham plena consciência disso.

Assim, para que jogos competitivos sejam saudáveis e divertidos para todos, deve-se focar os aspectos que vão além da simples competição e do resultado final do jogo.