DIY: o que é, qual o significado, definição e conceito

Quase todo mundo já viu a sigla DIY em algum lugar da internet, seja em vídeos e canais do Youtube, sites de decoração, blogs, fóruns e chats. Mas o que DIY realmente quer dizer? A sigla significa em inglês “Do It Yourself”, ou seja, “Faça você mesmo” na tradução para o português.

Mais do que uma simples sigla, o DIY pode ser considerado por alguns como uma filosofia de vida, na qual os adeptos evitam a compra de móveis, roupas, objetos de decoração, eletrônicos e assim por diante. A ideia é fazer os seus próprios objetos e utensílios, reaproveitando itens usados e até mesmo descartados.

De maneira geral, o conceito de DIY significa qualquer coisa que a própria pessoa fabrica de forma caseira, seja ela um perfume, aromatizador, brinquedos, roupas customizadas, decorações criativas e assim por diante. É a mesma coisa que “faça com suas próprias mãos”.

De início, o DIY surgiu como tendência a partir dos anos 1950 nos Estados Unidos, onde as pessoas preferiam realizar pequenas reformas e melhoramentos na residência sem a necessidade de profissionais. Além disso, o movimento incluía a produção de artesanatos, decoração e a construção como forma recreativa, visando a redução de custos de uma maneira geral.

Atualmente, é possível encontrar diversos canais no Youtube com tutoriais no estilo “faça você mesmo”, assim como sites e blogs especializados no assunto. Muitos deles, ensinam gratuitamente tarefas que até então podem parecer difíceis para um leigo, mas que na prática podem melhorar a vida das pessoas e até mesmo contribuir para a geração de renda.

O termo DIY também é utilizado para descrever livros autopublicados, bricolagem, crochê, confecção de cerâmicas, costura, joias artesanais, publicação de bandas e álbuns a partir de gravadoras independentes, desenvolvimento independente de jogos e aplicativos, entre outros.