Leão de Judá: o que é, significado, definição e conceito

A expressão Leão de Judá tem sua origem na bíblia e pode ser entendida como uma metáfora para representar o título de Messias de Jesus Cristo.

Hoje em dia, Leão de Judá é uma expressão utilizada entre evangélicos e pela doutrina Rastafari. Além disso, muitas músicas citam a expressão e ela dá nome a diversas bandas e congregações cristãs.

O nome simboliza o poder de Jesus Cristo e seu título de rei dos judeus, descendentes de Judá.

Origem de “Leão de Judá”

Embora muito conhecida, a expressão Leão de Judá não aparece escrita dessa maneira na bíblia.

Judá é o nome do 4º entre os 12 filhos de Jacó e é, também, o nome de uma das tribos de Israel. Segundo a bíblia, Judá recebeu uma benção especial vinda de Deus e esta recairia, também, sobre todos os seus descendentes. Segundo a genealogia contida na bíblia, Jesus Cristo é descendente de Judá.

No livro de Apocalipse, capítulo 5, está escrita a seguinte frase:

Todavia, um dos anciãos me disse: não chores; eis que o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi, venceu para abrir o livro e os seus sete selos.”

O texto menciona o Leão da tribo de Judá é uma passagem que conta sobre um livro selado a sete selos, um livro que ninguém seria capaz de abrir e desvendar o que estava escrito.

No texto, João chora desesperado pois percebe que ninguém na Terra era digno de receber o conhecimento do que estava no livro. Então, um dos anciãos diz a João a passagem que citamos aqui anteriormente.

O versículo refere-se a Jesus Cristo como Leão da tribo de Judá e é uma referência a Gênesis 49:9,10, onde o símbolo do leão é colocado como um Messias, um salvador, alguém que unificaria as nações e governaria os povos em nome de Deus.

Significado de Leão de Judá

Segundo a bíblia, o leão é um símbolo de força e valentia. Nos tempos bíblicos este animal era considerado poderoso e ilustrava figuras de imponência, como a de um rei.

Assim, fica fácil entender o motivo de associar a figura de Jesus Cristo a um leão da tribo de Judá. As características de força, coragem e imponência do leão referem-se à condição de Messias de Jesus e a alusão à tribo de Judá é uma lembrança de sua descendência e origem de sua benção divina.

Leão de Judá pode ser entendido, portanto, como o título messiânico de Jesus Cristo.