Gírias Nordestinas: conheça as principais gírias da região Nordeste do Brasil

A região Nordeste brasileira é composta por nove estados, o que faz com que ela seja a região do Brasil que conta com o maior número de estados. Talvez, esse seja o motivo do Nordeste ter uma grande diversidade de gírias e expressões. Algumas gírias nordestinas são conhecidas por toda a região, porém muitas outras são específicas de cada local.

O Brasil, por ter dimensões continentais, apresenta grande riqueza quando pensamos em diversidade cultural. Cada região do país, cada estado e cada povo possui festas características, religiões mais tradicionais, uma culinária diferente, músicas típicas e, é claro, que a linguagem não poderia ficar de fora!

As variações da linguagem entre os estados brasileiros é um aspecto importantíssimo da cultura de cada local. Sotaques, expressões e gírias próprias ajudam a compor a identidade cultural de uma população e, ainda que dentro do Brasil todos falem português, variação linguística é tanta que, muitas vezes, sentimos como se falássemos uma língua própria em cada lugar.

As gírias nordestinas são muito utilizadas pela população em seu dia a dia. Elas são motivo de orgulho e fonte de um sentimento de pertencimento que só quem é nordestino entende. Siga a leitura para conhecer as principais gírias da região Nordeste do Brasil!

O sotaque nordestino

A língua portuguesa é derivada do latim e foi originada na região onde hoje fica o norte de Portugal. Durante o período das Grandes Navegações, o português foi levado a diversos outros locais do mundo e, então, começou a se espalhar. Hoje, é a língua oficial de 10 países e se configura como a quinta língua mais falada no mundo!

O português é a língua oficial no Brasil, em Portugal, Angola, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Cabo Verde, Timor Leste, São Tomé e Príncipe e, também em algumas regiões da China e da Índia.

A região Nordeste do Brasil foi a primeira a ser encontrada pelos portugueses durante suas navegações nos anos 1500. Assim, pode-se dizer que o português brasileiro foi originado no Nordeste.

O sotaque nordestino surgiu de uma mistura entre diversas línguas e dialetos e sofreu influência de todos os povos que habitavam a região durante o período colonial. Dessa maneira, o sotaque do Nordeste foi originado do português de Portugal, línguas indígenas, dialetos africanos e influência francesa e holandesa no território.

A cultura nordestina

Com todas essas influências culturais, fica fácil entender o motivo do Nordeste ser tão rico em diversidade. A região recebeu muitas pessoas da África e Europa, além, é claro, das tribos indígenas que já habitavam o país antes da colonização. O Nordeste do Brasil foi, também, a primeira capital da Colônia.

A miscigenação cultural e populacional deu origem ao que conhecemos hoje como a cultura nordestina. Ela é composta por elementos de diversos locais, bem como elementos próprios que a tornam única.

Entre os nove estados que compõe a região Nordeste, existe muita diversidade de manifestações, hábitos, religião, festas e culinária típica. Além disso, observamos diferenças econômicas importantes em cada local, o que também influencia no aspecto cultural.

Alguns elementos culturais nordestinos amplamente difundidos e de uma riqueza sem tamanho são:

  • Músicas: xote, forró, axé, frevo, samba de roda, baião, xaxado, coco, repente.
  • Danças: xaxado, forró, bumba-meu-boi, maracatu, tambor-de-crioula.
  • Religiões: Umbanda, Candomblé, Macumba.
  • Artesanato: em argila, couro, madeira, renda, areia colorida.
  • Literatura: literatura de cordel.
  • Culinária: cocada, baião de dois, carne de sol, moqueca, acarajé, vatapá, munguzá, colo de rolo, queijo coalho.
  • Festas: São João, carnaval e micaretas.
  • Luta: capoeira.

Lista de gírias nordestinas

Agora, preparamos uma lista das principais gírias nordestinas para você! Será que você consegue adivinhar o significado de todas elas, sem consultar? Confira a seguir as gírias mais comuns do Nordeste brasileiro.

Gírias nordestinas com a letra “A”

  • Alesado: bobo, propenso a leseiras, abestalhado;
  • Abilobado: pessoa que perdeu o juízo momentaneamente, ou permanentemente.
  • Abiscoitado: pessoa ingênua, boba;
  • Amancebado: “amigado”, uma situação irregular ou não-definitiva de um relacionamento amoroso;
  • Amarrado: pão duro, avarento, mesquinho.
  • Aperriar: amolar, perturbar, distrair a atenção;
  • Aperriado: com pressa;
  • Arengar: amolar, perturbar, o mesmo que aperriar;
  • Arretado: pode ser usado para descrever algo muito bom. Também pode ser usado para caracterizar alguém que está muito bravo;
  • Afolosado: algo que ficou folgado ou frouxo;
  • Arrodear: dar a volta;
  • Arrochado: uma pessoa que cumpre a sua palavra, confiável;
  • Avexar: apressar;
  • Acumé: o mesmo que “quanto custa?”
  • Arribar: ir embora, sair.

Gírias nordestinas com a letra “B”

  • Batoré: pessoa de baixa estatura;
  • Babão: pessoa puxa saco, bajuladora;
  • Bexiguento: pessoa que não tem qualidades;
  • Buliçoso: pessoa que mexe em tudo;
  • Bixiga-lixa: arruaceiro, agitador;
  • Brenha: um lugar distante, de difícil acesso;
  • Bestar: andar sem rumo, sem destino;
  • Bulir: mexer com alguém;
  • Brebote: comida que não é saudável, de baixo valor nutritivo;
  • Bregueço: objeto que não tem valor.

Gírias nordestinas com a letra “C”

  • Cavalo-do-cão: uma pessoa que tem vontade e se propõe a fazer tudo, alguém que quer “abraçar o mundo”. Também pode se referir a alguém que gosta de se gabar, contar vantagem.
  • A Caceteiro: pessoa que gosta de brigar; jogador de futebol que faz muitas faltas;
  • Cabra: pessoa do gênero masculino;
  • Cabrita: menina;
  • Chapéu de touro: uma pessoa que é traída, está em um relacionamento com alguém que é infiel;
  • Cipuada: pancada forte;
  • Correr frouxo: algo que se tem em muita quantidade, em abundância;
  • Caixa-dos-peito: caixa torácica;
  • Carão: bronca;
  • Conxambrança: um acordo, com objetivo maldoso, entre duas pessoas ou mais.

Gírias nordestinas com a letra “D”

  • Divera: de verdade, algo verdadeiro;
  • De rosca: Algo difícil de ser feito, demorado;
  • Derna: desde;
  • Desenxavido: pessoa desinibida, sem vergonha;
  • Desmilinguido: pessoa muito magra;
  • Disgramado: pessoa atrevida ou desgraçada;
  • Do tempo do ronca: algo que é antigo, ultrapassado, fora de moda.

Gírias nordestinas com a letra “E”

  • Emburacar: entrar à força, sem pedir licença;
  • É o deiz: algo que merece nota dez, que é bom;
  • Enxerido: pessoa safada, namoradora, convencida;
  • Escarafunchar: procurar;
  • Empiriquitar: se enfeitar muito, arrumar-se com exagero, comprar roupas em excesso.; em demasiado; comprar muitas roupas;
  • Estribado: pessoa rica, cheia da grana;
  • Espinhela caída: uma pessoa desanimada, deprimida.

Gírias nordestinas com a letra “F”

  • Folote: algo folgado, frouxo;
  • Fiteiro: comércio informal de calçada;
  • Fubento: algo gasto, muito usado, desbotado;
  • Flexero: mergulho de cabeça;
  • Filar: colar na escola, olhar a resposta de outros alunos.

Gírias nordestinas com a letra “G”

  • Gastura: coceira, comichão, ardor no estômago, mãos geladas;
  • Gazear: faltar à aula ou ao trabalho;
  • Gibão: casaco de couro;
  • Gasguita: voz esganiçada;
  • Gota-serena: expressa irritação, usado por alguém que está bravo;
  • Guisado: o mesmo que refogado, cozinhar com tempero;
  • Galego: pessoa que tem cabelos loiros;
  • Graxa: molho de alimentos.

Gírias nordestinas com a letra “I”

  • Imburacar: entrar sem ser convidado, sem pedir permissão;
  • Inhaca: cheiro forte, cheiro de suor;
  • Incangado: algo que está em cima, junto;
  • Ingembrado: algo torto.

Gírias nordestinas com a letra “J”

  • Jagunço: guarda-costas, capanga;
  • Jabá: carne de charque;
  • Jante: roda de carro;
  • Jerimum: abóbora.

Gírias nordestinas com a letra “L”

  • Laranja-cravo: mexerica, tangerina, bergamota;
  • Liso: pobre, sem dinheiro;
  • Lambança: bagunça.

Gírias nordestinas com a letra “M”

  • Mangar: tirar sarro, caçoar dos outros;
  • Malamanhado: mal vestido, mal arrumado;
  • Má-querença: com má vontade;
  • Marretar: roubar;
  • Miolo de pote: algo que não tem importância;
  • Munganga: trejeitos e caretas que alguém possui;
  • Maldar: interpretar algo como maldade;
  • Meiota: meia garrafa de pinga;
  • Mundiça: povo, gente simples, o mesmo que “povão”;
  • Matuto: caipira, pessoa da zona rural;
  • Mamulengo: boneco de pano, fantoche.

Gírias nordestinas com a letra “N”

  • Nó cego: pessoa enrolada, problema difícil de resolver, situação complexa;
  • Não empurra um prego num mamão maduro: expressão que se refere a uma pessoa que não faz nada, é preguiçosa.

Gírias nordestinas com a letra “O”

  • Oxente: palavra que indica surpresa, espanto;
  • Oxi: o mesmo que oxente;
  • Ondonde: o mesmo que onde.

Gírias nordestinas com a letra “P”

  • Pitoco: algo pequeno;
  • Pisa: surra;
  • Pantim: manha;
  • Peba: uma coisa de má qualidade, ruim;
  • Pedir penico: desistir de algo;
  • Pixotinho: algo muito pequeno;
  • Pipoco: barulho muito alto, estouro;
  • Presepeiro: uma pessoa espalhafatosa, escandalosa;
  • Pai d’égua: algo muito legal;
  • Papel de enrolar prego: uma pessoa muito grosseira;
  • Pelejar: tentar de tudo, lutar por algo;
  • Patuscada: molecagem;
  • Peguento: suado;
  • Peitica: alguém insistente;
  • Pirangueiro: pessoa pão-duro, muquirana.

Gírias nordestinas com a letra “R”

  • Rachão: jogo de futebol informal, o mesmo que “pelada”;
  • Remoso: comida forte
  • Rebolar no mato: jogar fora;
  • Raçudo: pessoa corajosa;
  • Ronxa: machucado, hematoma;
  • Rela-buxo: festa para dançar forró.

Gírias nordestinas com a letra “T”

  • Troncho: penso, pendente;
  • Tamborete: um banco pequeno;
  • Trancelim: colar de ouro ou prata;
  • Triscar: tocar levemente;
  • Tabacudo: pessoa abestalhada, abobada;
  • Tampa: pessoa que é boa em algo;
  • Torar: quebrar, partir;
  • Torar um aço: sentir muito medo, passar por situação difícil;
  • Traquino: menino bagunceiro, agitado.

Gírias nordestinas com a letra “V”

  • Vexado: apressado;
  • Varapau: homem magro e alto;
  • Vixe: uma expressão de espanto, surpresa;
  • Vôte: expressão de espanto;
  • Vou chegando: o mesmo que “vou embora”;

Gírias nordestinas com a letra “X”

  • Xi: expressão de espanto;
  • Xexeiro: pessoa caloteira;
  • Xexo: enganação, trambique. Pode ser, também, uma pedra lisa, seixo;
  • Xoxo: pequeno.

Gírias nordestinas com a letra “X”

  • Zambeta: pessoa ou objeto com pernas arqueadas;
  • Zuretado: alguém nervoso.