Vulnerabilidade social: o que é, significado, conceito e definição

O que é Vulnerabilidade Social?

Vulnerabilidade social é um conceito usado para designar a condição de um indivíduo ou de um grupo quando esse está em uma situação desfavorável dentro de uma sociedade. Em geral, pessoas que estão em circunstância de vulnerabilidade social estão em situação de fragilidade, expostos a risco e a níveis significativos de desagregação social.

Nesse sentido, quem está em situação de vulnerabilidade social são as pessoas que sofrem exclusão ou discriminação na sociedade. No Brasil, alguns fatores que causam essa vulnerabilidade são a pobreza, baixa ou nenhuma escolaridade, localização geográfica, entre outros.

Já a palavra vulnerabilidade sozinha possui uma série de sinônimos, entre eles, alguns são fraqueza, indefensibilidade e destrutibilidade. Assim, tem significado de condição de risco em que uma pessoa se encontra. Pode ser aplicada em muitas ocasiões, porém, quando associada à palavra social, refere-se à condição de uma pessoa ou grupo.

No Brasil, o termo é bastante utilizado, assim como em muitos outros países que possuem grande índice de diferenças sociais, ou seja, pessoas muito ricas e outras muito pobres – essas, aliás, vítima de vulnerabilidade social. O tema também é estudado por teóricos, inclusive, sociólogos, como o sociólogo francês Pierre Bourdieu.

Teoricamente, as causas da vulnerabilidade social são as estruturas e instituições econômico-sociais de um país, divisão de classes e debilidade dos sistemas de proteção social e muitos outros. Porém, se destacam dois componentes principais: a insegurança e incerteza das comunidades e os recursos e estratégias para enfrentar os efeitos dessa instabilidade.

Na prática, vulnerabilidade social é um dos grandes problemas sociais que muitas comunidades sofrem.