Empatia: o que é, significado, conceito e definição

O que é Empatia?

A palavra empatia é pouco usada verbalmente, uma vez que possui sinônimos que são mais comuns ao nosso dia a dia, entre eles: simpatia, identificação e afinidade. Porém, o seu significado é ainda mais extenso, pois engloba também a habilidade de compreender o que uma pessoa sente ou faz. Isso pode ocorrer quando o indivíduo “se coloca na pele da outra pessoa”, como se costuma dizer popularmente.

Outros significados para empatia são capacidade de identificação com outro indivíduo. O termo tem origem da Grécia, sendo formado pelas partes “em + phatos +ia”, o que se pode traduzir como “estado de alma”. Quanto aos seus antônimos, os mais empregados são apatia, indiferença, insensibilidade, antipatia, afastamento, egoísmo e repulsa.

Empatia também é motivo de estudos relativamente recentes, na segunda metade do século XX. Um dos pesquisadores do tema, o psicólogo Martin Hoffman, afirma que a empatia é a resposta afetiva adequada à situação de outra pessoa e não à própria situação.

Quem primeiro usou a palavra foi o filósofo alemão Theodor Lipps, no começo do século XX. Ele mencionou o termo para definir o tipo de relação que existe entre o artista e o espectador, o qual projeta a si mesmo na obra de arte. Essa explicação é bastante elucidativa e embora se use a palavra simpatia como sinônimo de empatia, alguns estudiosos salientam que ambas são diferentes.

Enquanto a simpatia, que também é confundida com carisma, se refere à compreensão dos sentimentos e as emoções alheias, a empatia é uma percepção mais profunda. Ela estaria ligada ao fato de conseguir pensar e sentir como o outro e não apenas compreendê-lo.