Resiliência humana: o que é, significado, definição e conceito

Quando se fala em ser resiliente muitas pessoas ligam o termo a natureza, que após alguma catástrofe ambiental, alguma mudança a que foi forçada a passar, consegue se recompor. Apesar disso, resiliência vai muito além disso e nós humanos também temos essa capacidade. Alguns de forma mais tranquila, outros após lidarem com certo estresse.

A resiliência humana está relacionada a capacidade de uma pessoa em se adaptar, após ser tirada de sua zona de conforto. Em um primeiro momento ela irá ativar mecanismos de defesas, pode ficar resistente a mudança a que foi exposta, mas aos poucos irá se adaptar.

O que é uma pessoa resiliente?

Uma pessoa resiliente é alguém que mesmo após passar por adversidades, consegue levantar a cabeça e enfrentar o problema. Geralmente tem grande capacidade de analisar os fatos e tenta ver tudo de forma positiva, pois sabe que é importante mudar e sair de sua zona de conforto.

Outras características de pessoas resilientes incluem a empatia, a proatividade, a capacidade de se relacionar bem socialmente e a flexibilidade. Quanto mais dessas características você possui, mais resiliente você é.

Claro que, no fundo todos somos resilientes, a diferença é que, pessoas que não possuem todas as características para ser resiliente e demoram mais para voltar ao seu estado normal, para se adaptarem as novidades a que são expostas.

E o que seria a resiliência emocional?

No caso da resiliência humana, a resiliência emocional está diretamente relacionada ao assunto. Humanos são resilientes pela forma como lidam com as adversidades, como encaram o que lhes aconteceu.

A psicologia é a área responsável por entender melhor como funciona a resiliência emocional, quais recursos psicológicos as pessoas buscam quando precisam enfrentar determinada situação.

Inclusive, o tópico acima que descreve algumas características de uma pessoa resiliente tem como base estudos feitos anteriormente na psicologia. Quem se adapta facilmente a mudanças relata sentir determinadas emoções, como a empatia e a vontade de socializar.

Como ser resiliente?

Como dito anteriormente, todos somos de alguma forma resilientes, pois a todo momento somos expostos a algum tipo de provação. Ser resilientenão leva em conta o tempo que a pessoa levou para a adaptação ao que enfrentou, mas sim como deu a volta por cima.

Isso significa dizer que até mesmo uma pessoa que desenvolveu depressão pode se tornar resiliente. No momento em que consegue controlar a doença, deixando de ser controlada por esta, já se tornou mais forte, já se adaptou e voltou ao seu estado normal.

Ainda assim, é possível trabalhar algumas características para aumentar sua resiliência emocional e se tornar alguém mais forte, que consegue mais rapidamente transformar os momentos difíceis e seguir com sua vida.

O ideal é focar em:

Trabalhar sua empatia

Se colocar no lugar do outro ajuda você a encontrar soluções para problemas que antes pareciam grandes monstros. Inclusive estar perto de alguém que está passando por um momento mais complicado. Além de dar seu apoio, você consegue perceber que talvez estivesse exagerando no medo em relação a alguma mudança.

Desenvolver sua inteligência emocional

As emoções são muito importantes, mas em alguns casos, especialmente quando falamos de adversidades, você não pode deixar que elas lhe dominem. Quem desenvolve sua inteligência emocional consegue ficar “de cabeça fria” e entende melhor como agir em cada situação a que é exposto.

Aprender a ser mais otimista

Você não precisa se tornar a Poliana, do livro de mesmo nome, para ser uma pessoa resiliente. De qualquer forma, precisa aprender a ser mais otimista, principalmente quando enfrenta um problema. Ao invés de colocar um entrave, o famoso “não”, veja o que pode aprender com isso.

Ser alguém tenaz

Tenacidade é um termo que pode ser encontrado na física, assim como a resiliência. Apesar disso, quando falamos da resiliência humana, ser alguém tenaz está ligado a enfrentar frustrações e problemas e ainda assim não desistir dos seus sonhos.

Deu para perceber que a resiliência emocional está diretamente ligada a resiliência humana, não concorda? E você, o que vem fazendo para se tornar mais forte e vencer as adversidades que encontra em seu caminho?