Filler: o que é, significado, definição e conceito

O que é filler?

Originário do inglês, filler significa enchimento na língua portuguesa. Porém, com relação à cultura pop japonesa, o termo é usado para se designar episódios de uma série de animes que não tem relação com a história original do mangá. 

Mais especificamente, o filler é um capítulo à parte do conto original do mangá. Quando a série tem poucos episódios e para não causar confusão na história, o filler é usado. 

Uma outra definição seria que o filler é inspirado na história, como um derivado, mas não existe no roteiro original.

Por que existem os fillers?

Um dos principais motivos é porque as produções de mangás são mais lentas. Sendo assim, para não que sejam feitas pausas até que tenham novas edições de mangás, é decidido fazer esses episódios.

O filler permite prolongar a série sem que seja necessário parar o mangá – que normalmente é publicado pouco a pouco.

Os tipos de filler

São dois tipos de filler e suas diferenças estão apenas ligadas à forma como são produzidas:

Filler canon

O filler canon é escrito pelo mesmo autor do mangá, porém a história reproduzida no episódio não faz parte do original.

Semi filler

Muito comum em séries de sucessos japonesas, com intuito de otimizar a experiência no enredo da história, o semi filler é quando temos o aprofundamento dos personagens secundários em contos separados da narrativa principal, como forma de legitimar e/ou de compreender alguns atos inesperados.

Tratamos do semi filler quando uma parte do filler vem incorporada da história original do mangá. Em outras palavras, um semi filler refere-se a um do trecho do conto que é remendado com uma história elaborada para o episódio.

filler pode ser desenvolvido de três formas:

  • Como um prolongamento de uma batalha anterior, como um episódio cheio de detalhes de ação não mostrados anteriormente;
  • Como um episódio de flashback em que são apresentados episódios anteriores e repetidas sequências de destaque;
  • Como uma história diferente do usual e o episódio dividido em duas partes.

Seguem alguns exemplos de séries de anime que são muito conhecidas com episódios filler: Naruto, Naruto Shippuden, One Piece, Dragon Ball Z, Sailor Moon.

O contraponto dos fãs de anime

Por sua vez, os fãs de anime costumam não gostar de capítulos com filler. Um dos motivos é que além de não fazerem parte do conto original, o filler normalmente modifica as características intrínsecas do conto, levando a um rumo diferente do planejado pelo criador do mangá.

E você, concorda com os fãs de anime? Deixe seu ponto de vista nos comentários abaixo!